Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


EVANGELHO E ESPIRITISMO (46) - Aquele que semeia saiu a semear:  Aprendendo, ensinando, divulgando e vivendo a Doutrina Espírita 
Ilustração: O semeador, da Parábola de Jesus
SUMÁRIO
 
Apresentação

Aqui vai um resumo e a Apresentação PPT da palestra Aquele que semeia saiu a semear:  Aprendendo, ensinando, divulgando e vivendo a Doutrina Espírita, proferida por Antônio Carlos Guimarães, na Casa Espírita Francisco de Paula Vítor, em Lambari (MG), no dia 26 de março de 2018.

Com base no texto
Parábola do Semeador: Revisitando Reflexões sobre o “Semeador”, de Alexandre Fontes da Fonseca, o autor propõe uma reflexão sobre aquele que semeia, no âmbito da Casa Espírita: quem é, como deve se preparar, como deve executar o seu ofício, a quem e como deve ensinar o ofício que pratica, que práticas podem fazer parte de sua semeadura.

Assim, reflete-se sobre a importância de
amar e instruir-se — o conselho do Espírito Verdade aos espíritas —, que na prática é o exercício permanente de fazer o bem e de estudar da doutrina, como meio de ser reconhecido como um verdadeiro espírita:

 
Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más. (Capítulo XVII de O Evangelho Segundo o Espiritismo)

A seguir, indica o autor algumas práticas simples de semeaduras cristãs dentro e fora da Casa Espírita.

Como fecho, dá o autor informações sobre a evolução do site
APRENDIZADO ESPÍRITA NET e o lançamento em novos formatos (e-book e livreto) de estudos divulgados naquela página eletrônica.

Questões para começar a pensar
 
Na abertura da apresentação, o autor (re)lembra que na última palestra (aqui) comentou sobre a importância do estudo, visto que o Espiritismo  se aprende estudando e praticando, mas em primeiro lugar vem a teoria. E esclarece, como fez na palestra anterior, que a prática espírita não é somente de natureza mediúnica, mas abrange uma série de atividades no campo doutrinário, evangélico e assistencial: consolar, assistir, orientar, instruir, evangelizar.

Em seguida, algumas questões são propostas como preparação para o desenvolvimento da palestra:

 

 

A "Parábola do Semeador" - Texto para leitura e análise em grupo
 
Alguns tópicos da conhecida parábola são destacados para contextualizar o estudo do tema proposto.
 
 
Naquele dia, saindo Jesus de casa, assentou-se à borda do mar. E vieram para ele muita gente, de tal sorte que, entrando em uma barca, se assentou, ficando  toda a gente de pé na ribeira; e lhes falou muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis aí que saiu o que semeia a semear. E quando semeava, uma parte das sementes caiu junto da estrada, e vieram às aves do céu, e comeram-na. Outra, porém, caiu em pedregulho, onde não tinha muita terra, e logo nasceu, porque não tinha altura de terra. Mas saindo o sol se queimou, e porque não tinha raiz, se secou. Outra igualmente caiu sobre os espinhos, e crescendo os espinhos, a afogaram. Outra enfim caiu em boa terra, e dava fruto, havendo grãos que rendiam a cento por um, outros a sessenta, outros a trinta. O que tem ouvidos de ouvir, ouça.  (Mateus, XIII: 1-9 ).

Ouvi, pois, vós outros, a parábola do semeador. Todo aquele que ouve a palavra do Reino e não a entende, vem o mau e arrebata o que se semeou no seu coração; este é o que recebeu a semente junto da estrada. Mas o que recebeu a semente no pedregulho, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com gosto; porém, ele não tem em si raiz, antes é de pouca duração, e quando lhe sobrevêm tribulação e perseguição por amor da palavra, logo se escandaliza. E o que recebeu a semente entre espinhos, este é o que ouve a palavra, porém os cuidados deste mundo e o engano das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutuosa. E o que recebeu a semente em boa terra, este é o que ouve a palavra e a entende, e dá fruto, e assim um dá cento, e outro sessenta, e outro trinta por um. (Mateus, XIII: 18-23).
 

Explicações de Allan Kardec
 
No Cap. XVII, 6, do Evangelho segundo o Espiritismo (ESE), comentando a Parábola do Semeador, diz Kardec:
 


 

Quem é aquele que semeia
 


 

E nós — os "semeadores espíritas"?
 
Nesse passo, fazemos uma reflexão sobre nós mesmos (os que nos propomos a semear no movimento espírita) e sobre uma mensagem do Espírito José (Cap. XIX, 11, do ESE), sobre a necessidade de pregar pelo exemplo:
 


 

Emmanuel e o Semeador

Extraímos de livros de Emmanuel/F.C. Xavier, algumas belas reflexões sobre semear/semeador:

 


 

Algumas práticas simples de semeaduras

A seguir, lembramos que cada um dos filhos de Deus podemos ser semeadores do Evangelho — cada a seu modo e dentro de suas possibilidades. E assim alinhamos algumas práticas bem simples, ao alcance de qualquer de um nós: do mais humilde ao mais graduado.
 


 

Divulgar é semear
 
Fechando a primeira parte da palestra, lembramos o Espírito Emmanuel quando fala do nosso compromisso em face da divulgação da Doutrina Espírita:
 

 

Pequena semeadura do site APRENDIZADO ESPÍRITA
 
Encerrando a palestra, trazemos informação sobre o nosso site APRENDIZADO ESPÍRITA e o lançamento da Coletânea APRENDIZADO ESPÍRITA, que foi estruturada nas dimensões APRENDER ►ENSINAR ► DIVULGAR, sequenciamento lógico-didático e síntese da vocação do site.

Confira neste link: aqui

Apresentação PPT
 
A Apresentação PPT desta palestra pode ser vista
 
- Clicando este link: aqui 
 

Referências

- Site APRENDIZADO ESPÍRITA – Datas, estatísticas e novidades. Disponível em: http://www.aprendizadoespirita.net/visualizar.php?idt=6287565

- Parábola do Semeador: Revisitando Reflexões sobre o “Semeador”. Alexandre Fontes da Fonseca. In Jornal de Estudos Espíritas – Vol. 6/2018 – Disponível em: https://sites.google.com/site/jeespiritas/volumes/volume-6---2018

- O Evangelho segundo o Espiritismo. Allan Kardec. FEB, Brasília

- Estude e viva – Fonte e Vida - Comentários ao Evangelho Segundo Mateus. Emmanuel/F.C. Xavier. FEB, Brasília.

 

Guimaguinhas
Enviado por Guimaguinhas em 26/03/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: