Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
Textos
EVANGELHO E ESPIRITISMO (16) - Vocabulário de Termos Espíritas
Alma: O Espírito encarnado no corpo. Apresenta-se sempre com seu envoltório fluídico (perispírito).

Espíritos:  Seres inteligentes da Criação, que povoam o Universo, fora do mundo material, e constituem o mundo invisível.

Espírito: Ser desencarnado, e vivo no plano espiritual (alma+ perispírito). Também assim se pode expressar: - Homem vivo = homem encarnado. - Homem morto = homem desencarnado.

Individualidade: É o ser, o Espírito, no qual está a memória integral.

Personalidade: É o ser numa etapa encarnatória, na qual possui somente memória parcial de suas vidas sucessivas como Espírito imortal.

Acaso: Casualidade; acontecimento imprevisto; fato não determinado; contingência; acontecimento casual ou acidental. O acaso não exclui o princípio da causalidade.

Carma: [Do sânscrito karmam, ação. Filofia hindu.]. Conjunto das ações do homem e suas consequências, quer negativas, quer positivas. No Espiritismo, adota-se o conceito de que a cada uma será dado conforme suas obras (Causa e Efeito ou Ação e Reação).

Cármico: Relativo ao Carma, situação do homem diante da Justiça Divina; consequência dos atos humanos; na Natureza não há castigo nem recompensa, mas consequência.

Destino: (1) Fatalidade; predestinação; determinismo total ou parcial. 
(2) Diz-se da sucessão de fatos, que podem ou não ocorrer, e que constituem a vida do homem, considerados como resultantes de causas independentes de sua vontade, como sorte, azar, fado, fortuna; por extensão: aquilo que acontedrá a alguém, futuro. 
​3) Mas o que se chama de destino, geralmente, é o resultado do que fez a alguém, da programação de vida que elaborou para si mesmo para a sua existência terrena.

Determinismo: Princípio que leva os efeitos a terem uma causa e, por isso, as mesmas causas produzirem seus efeitos, o que implica a existência de leis universais que regem causas e efeitos. O determinismo é sempre relativo e jamais deve ser confundido com fatalismo.

Fatalidade: Coisa a que não se pode furtar.

Fatalismo: Proposição de que tudo se encontra determinado, sendo o homem um joguete de seu destino. O Espiritismo não aceita o fatalismo.

Livre-arbítrio: Livre escolha; faculdade de a pessoa disor como quiser da própria vida. Para Kardec: Liberdade moral do homem; faculdade que ele tem de se guiar segundo sua vontade na realização de seus atos.

 
Veja também
Vocabulário de Termos da Mediunidade - (aqui)

​Referências

Abigail [Mediunidade e redenção]. Antônio Lobo Guimarães - Belo Horizonte : Edição do Autor, 2009.
Moderno Dicionário Espírita. Antonio Espechit - Belo Horizonte : DGF Edições, 1987.
Dicionário de Filosofia Espírita. L. Palhano Jr. - Rio de Janeiro : Edições CELD, 1997.

Guimaguinhas
Enviado por Guimaguinhas em 09/03/2015
Alterado em 31/10/2015
Comentários

Espaço Francisco de Paula Vítor (Padre Vítor)

 

Aprendizado Espírita Net

 

 

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: