Guimagüinhas
Memórias familiares e da minha cidade natal
Textos
ESPIRITISMO E EVANGELHO (56) - Justiça das aflições - O conceito espírita de dor
Ilustração: Jesus curando o paralítico em Betesda. Fonte: Wikipedia

SUMÁRIO
 
      - Apresentação
     - Bem-aventurados os aflitos
     - Resumo didático
     - Os tempos das dores
     - A cada um segundo suas obras
     - Objetivos da encarnação dos Espíritos
     - Reencarnação - o instrumento da evolução
     - Reencarnação e Lei de Causa e Efeito nos Evangelhos
     - Três passagens de Jesus sobre carma e reencarnação
     - Natureza das aflições
     - O conceito espírita de felicidade
     - O conceito espírita de dor
     - Lembremos ainda que
     - Para finalizar
     - Apresentação PowerPoint
     -  Referências

Apresentação

Abaixo vai um resumo do estudo JUSTIÇA DAS AFLIÇÕES - O conceito espírita de dor, apresentado por Antônio Carlos Guimarães na Casa Espírita Francisco de Paula Vítor, de Lambari, MG, em 8 de julho de 2019.

Neste estudo, examina-se passagem de O Evangelho Segundo o Espiritismo, do Cap. V - Bem-aventurados os aflitos - n° 3 -  Justiça das aflições, que trata das causas atuais e passadas dos sofrimentos humanos.

Na exposição, são apresentadas três passagens evangélicas de Jesus, sobre carma e reencarnação, para ilustrar o pensamento espírita sobre as causas da dor no planeta Terra. E são fornecidas também informações sobre as dificuldades decorrentes da transição planetária,
as penas e gozos futuros e os conceitos de dor e felicidade na visão espírita.

Bem-aventurados os aflitos
 
 Bem-aventurados os que choram, pois que serão consolados. — Bem-aventurados os famintos e os sequiosos de justiça, pois que serão saciados. — Bem-aventurados os que sofrem perseguição pela justiça, pois que é deles o reino dos Céus.

(Mateus, V, 5, 6 e 10)
 

Diz Allan Kardec:

Somente na vida futura podem efetivar-se as compensações que Jesus promete aos aflitos da Terra;  sem a certeza do futuro, estas máximas seriam um contrassenso; mais ainda: seriam um engodo. Mesmo com essa certeza, dificilmente se compreende a conveniência de sofrer para ser feliz. É, dizem, para se ter maior mérito. Mas, então, pergunta-se: por que sofrem uns mais do que outros? Por que nascem uns na miséria e outros na opulência, sem coisa alguma haverem feito que justifique essas posições? Por que uns nada conseguem, ao passo que a outros tudo parece sorrir? Todavia, o que ainda menos se compreende é que os bens e os males sejam tão desigualmente repartidos entre o vício e a virtude; e que os homens virtuosos sofram, ao lado dos maus que prosperam. A fé no futuro pode consolar e infundir paciência, mas não explica essas anomalias, que parecem desmentir a justiça de Deus.

Entretanto, desde que admita a existência de Deus, ninguém o pode conceber sem o infinito das perfeições. Ele necessariamente tem todo o poder, toda a justiça, toda a bondade, sem o que não seria Deus. Se é soberanamente bom e justo, não pode agir caprichosamente, nem com parcialidade.

 
Logo, as vicissitudes da vida derivam de uma causa e, pois que Deus é justo, justa há de ser essa causa

Isso o de que cada um deve bem compenetrar-se. Por meio dos ensinos de Jesus, Deus pôs os homens na direção dessa causa, e hoje, julgando-os suficientemente maduros para compreendê-la, lhes revela completamente a aludida causa, por meio do Espiritismo, isto é, pela palavra dos Espíritos.

(O Evangelho segundo o Espiritismo - Cap. V)

Resumo didático

No mundo tereis aflições...
Jesus, Evangelho de João 16,33

No eslaide abaixo, vai um resumo didático do tema sob estudo:

- Que são aflições
- Causas das aflições
- Contextualização: Estamos num mundo de provas e expiações
- Causas atuais das aflições
- Causas anteriores das aflições
 

Os tempos das dores

Além dos pontos acima, devemos nos lembrar ainda da transição planetária por que vem passando o nosso planeta:

 
 
De fato, como visto no seguinte estudo:
 
não se pode perder de vista que estamos no início dos tempos das dores, conforme Jesus profetizou (Evangelho de Mateus, Cap. 24).

A propósito, confira os tópicos abaixo, extraídos do item Regeneração da humanidade (Obras Póstumas, de Allan Kardec):



Veja estes tópicos de Obras Póstumas,  de Allan Kardec:
 
 
A cada um segundo suas obras

Para melhor compreensão dos itens acima, lembremos o estudo de Allan Kardec sobre as penas e gozos futuros:


Fonte: O Céu e o Inferno - A justiça divina segundo o Espiritismo - Allan Kardec, 1868

Veja estes tópicos de O Céu e o Inferno
 

Objetivos da encarnação dos Espíritos

Nesse ponto, recorda-se a questão 132 de O Livro dos Espíritos, que trata dos objetivos da encarnação dos Espíritos:
Reencarnação - o instrumento da evolução

Antes da reencarnação, dá-se a escolha das provas, como mostra este mapa mental:
 
 
Sobre as escolhas das provas, veja
Reencarnação e Lei de Causa e Efeito nos Evangelhos


Algumas citações evangélicas sobre o tema:
 
- Porque aquilo que o homem semear, isso também colherá. (PAULO, Gálatas, 6:8)

- Então Jesus lhe disse: Embainha a tua espada; pois todos os que lançam mão da espada à espada perecerão. (Jesus, MATEUS, 26:53)

- Retorquiu Jesus: Em verdade, em verdade vos digo, que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. (Jesus, JOÃO, 8:34)

- Do Antigo Testamento: O pecado nos procura (Num 32, 23)

- Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra será sido desligado nos céus. (Jesus, MATEUS, 18:18)

- Jesus disse ao paralítico: Filho, os teus pecados estão perdoados. (MARCOS, 2:5)

- Então Jesus lhe disse: Nem eu tão pouco te condeno; vai, e não peques mais. (JOÃO, 8:11)

- Vai e não peques mais, para que não te suceda coisa pior. (JOÃO, 5:14)

- Porquanto o bem ou o mal, tendo sido semeados, crescerão junto de nós, de conformidade com as leis que regem a vida. (Paráfrase de MARCOS 4:32)

- Por isso te digo: - foram resgatados seus muitos erros, porque ela amou muito; mas aquele a quem pouca se resgata, pouco amou. (Lc 7,47 – Tradução C. T. Pastorino)

- Porque o amor cobre multidão de pecados. (I PEDRO, 4:8)


 

Três passagens de Jesus sobre carma e reencarnação

Nesse passo, estudamos três passagens evangélicas sobre carma e reencarnação.

Cura do paralítico do tanque de Betesda

Aqui temos a DOR EXPIAÇÃO:

 


A pecadora que ungiu os pés de Jesus

Aqui Jesus ensina que o AMOR é o grande instrumento de remissão das infrações às Leis de Deus:

 

O cego de nascença

E nesta última passagem, Jesus mostra a DOR como INSTRUMENTO DE EVOLUÇÃO ESPIRITUAL:

 

Natureza das aflições

Didaticamente, podemos assim classificar a dor e o sofrimento, na visão espírita:

 

 

O conceito espírita de felicidade

Na terra — planeta de provas e expiações — podemos gozar apenas de uma felicidade relativa.

Confira estas questões de O Livro dos Espíritos:

 


 

O conceito espírita de dor

Veja este resumo didático:

 
 

Lembremos ainda que

Na Terra podem ocorrer ainda as seguintes situações de dor e sofrimento:

 

 

Para finalizar

(Re)lembremos que:

 

Apresentação Power Point

Veja a apresentação PPT da palestra J
USTIÇA DAS AFLIÇÕES - O conceito de dor:

- Disponível aqui
 
Referências

Allan Kardec: O Evangelho segundo o Espiritismo; O Livro dos Espíritos; O Céu e o Inferno - A justiça divina segundo o Espiritismo - Obras Póstumas

Novo Testamento: Passagens mencionadas acima

Carlos Torres Pastorino - Sabedoria do Evangelho - Vol. 5 - Passagens de O cego de nascença e A pecadora que ungiu os pés de Jesus

Guimaguinhas
Enviado por Guimaguinhas em 11/07/2019
Alterado em 11/07/2019
Comentários

Espaço Francisco de Paula Vítor (Padre Vítor)

 

Aprendizado Espírita Net

 

 

As Águas Virtuosas de Lambari e a devoção a N... R$1,00
Os Curadores do Senhor R$20,00
Abigail [Mediunidade e redenção] R$20,00
Menino-Serelepe R$20,00
Site do Escritor criado por Recanto das Letras

Formas de interação com o site GUIMAGUINHAS

- Contato com o site - clique o link e envie sua mensagemhttp://www.guimaguinhas.prosaeverso.net/contato.php

- Contato com o autor - envie mensagem para este e-mail: historiasdeaguinhas@gmail.com

- Postar comentários sobre textos do site - utilize esta ferramenta que está ao pé do textoComentar/Ver comentários 

- Enviar textos: utilize acima: